A marca como pessoa, em um mundo transformacional

A marca como pessoa, em um mundo transformacional

Olá :)

A gente aqui da Souto realmente acredita que marcas são como pessoas. Elas estão comunicando a cada instante, mesmo que de forma não intencional, transmitindo uma mensagem (de valor, de estética, emocional) para o seu público. Então, a melhor maneira de se ter um resultado positivo é fazendo com que TODA a sua comunicação seja de fato intencional.

Se este mundo (o digital e aí, nas ruas e no nosso dia a dia) está em constante transformação, como consigo então comunicar minha marca (seja ela institucional ou de um produto específico) de forma intencional e que atinja os resultados financeiros [$] que planejamos!?

Um bom começo na estratégia das marcas é, em primeiro lugar, entender o que de fato seu público-alvo precisa e o que gera valor agregado nesta percepção.
Onde se tem tanto commodity e ofertas de compra, se sua atração for sempre o menor preço, o seu valor irá se igualar a isso e sua venda sempre dependerá de um flash sale.
O que está “ok” como oferta pontual, de atração, de captura, mas que joga seus lucros a longo prazo lá para baixo e te limita a ações e necessidades de menor preço sempre.

E “la pregunta” é….O que fazer então!?

Se você parar para pensar, vai perceber que as necessidades do ser humano seguem sempre a mesma estrutura! UFA …rs….Empresas são feitas de pessoas, negócios são feitos com pessoas e se a sua marca (institucional, produto/serviço) lembrar disso (das pessoas e suas características comportamentais) na hora de criar uma estratégia de venda, de oferta, de valor de marca, irá então construir não apenas uma super, mega estratégia comercial ou de flash sale, irá construir também um relacionamento real, pautado nas necessidades comerciais, estéticas, emocionais e de resultados do seu cliente alvo.

O “cara” para quem você está querendo vender, seja um gigante do seu mercado com foco em B2B ou um consumidor de insumos perecíveis, está querendo o que, de fato?
Lembre-se, você está sempre falando com alguém/pessoa.
Se a resposta for o nome do seu produto/serviço, a sua resposta está…..está….errada!

Quando colocamos gente do outro lado e lembramos que marcas são como pessoas, empresas são pessoas, nossas ações começam a ser direcionadas com muita eficácia para nosso público-alvo [a tecnologia muda, a essência do comportamento humano não] e os resultados são sempre mais estruturados, estáveis e duradouros. Agora, lógico, é essencial manter estas relações.
Tudo isso pode ser um desafio para implementar no dia a dia dos negócios e é por isso que estamos aqui.
Nós da Souto Marcas Vivas amamos muito tudo isso.
Este é o nosso universo e estamos aqui para fazer juntos e trazer resultados para sua marca e o universo que ela atua.

Que soluções e resultados você precisa?

Clique aqui e fale com a gente! Queremos trabalhar juntos.

Abraço e excelente semana!
Adriane Nunes
Especialista em comportamento humano, gestora de marcas, apaixonada por gente <3